GPER Grupo de Pesquisa Educação e Religião. Formação Docente e Educação Religiosa.

Notícias

Região Sul

Paraná - Professores conhecem a pluralidade religiosa do centro histórico

Quarta-feira, 19 de abril de 2017

Ampliar imagem

Aproximadamente 80 professores que trabalham com Ensino Religioso em escolas do município realizaram no dia 12 de abril de 2017 uma visita orientada ao Centro. Intitulada Na Trilha do Sagrado: Redescobrindo o Centro Histórico de Curitiba, a ação faz parte do programa de desenvolvimento profissional da Secretaria Municipal da Educação para promover visitas a espaços urbanos com ênfase à diversidade religiosa da cidade.

 “Com a ampla dimensão cultural que a religião tem é necessário promover a formação contextualizada para que os profissionais possam enriquecer as ações e práticas curriculares. É preciso compreender a diversidade religiosa e respeitar a fé e a crença do outro”, explica Karin Willms, integrante da equipe de Currículo da Secretaria Municipal da Educação.

Para ampliar a visão cultural sobre as tradições religiosas, foram visitados espaços de diferentes religiões existentes em Curitiba. “Os professores ficaram motivados com a proposta da aula-passeio, pois é uma oportunidade de observar tradições e costumes religiosos que até então eram conhecidos por muitos deles somente por livros e vídeos”, disse Valmir Biaca, da Associação Inter-Religiosa de Educação, que também acompanhou a visita.          

Conhecer para respeitar

Igrejas, templos, mesquitas, sinagogas e espaços de oração revelaram a força do sagrado frente às descrenças, desrespeitos e violências que marcam a sociedade contemporânea. “Conhecer para respeitar é a lição mais importante que levo dessa visita. Foi uma oportunidade de compreender a diversidade religiosa existente na nossa sociedade”, destacou a professora da Escola Municipal Foz do Iguaçu, em Santa Felicidade, Adriana Melo.

O percurso visitado pelos profissionais iniciou na Praça Tiradentes com a visita aos Irôkos (árvores sagradas do Candomblé) e à estátua do Cacique Tindiquera, que representa a presença da matriz indígena em nossa cidade. Em seguida, os professores seguiram à Catedral e às igrejas da Ordem, Presbiteriana Independente, do Rosário, Isckon, Luterana e São Vicente de Paulo, à Arquidiocese de Curitiba, ao Templo Hare Krishna e à Mesquita Iman Ali Ibn Talib.

O grupo surpreendeu-se ao entrar no Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba, que possui mais de 800 peças classificadas como objetos de culto, paramentos litúrgicos, obras raras, mobiliário, fotografias, pinturas, imagens e objetos de uso pessoal. Entre as peças, destaca-se a imagem do Bom Jesus dos Pinhais, em terracota, de fins do século XVII.

Pluralidade

Com o objetivo de respeitar as religiões e conhecer diversas culturas e tradições, as escolas municipais têm nas aulas conteúdos atividades voltadas à disciplina de Ensino Religioso, conforme estabelece a legislação, válida a todas as escolas do País.

A diretora do Departamento de Ensino Fundamental, Simone Zampier, explica a importância desse espaço para a formação cidadã dos estudantes. “Nosso objetivo é promover a democratização sobre o universo religioso. Temos conteúdos e atividades que contemplam as diferentes religiões”, diz. 

A prática do Ensino Religioso está prevista pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Conhecer, reconhecer e valorizar a pluralidade religiosa é um exercício da cidadania.

 http://www.pam.curitiba.pr.gov.br/geral/noticia.aspx?idf=41848


Fonte: Secretaria de Educação do Município de Curitiba


Últimas notícias

Região Sul

    • Rio Grande do Sul - VII Fórum Estadual de Ensino Religioso
    • Leia mais >
    • Paraná - O primeiro Observatório Solar Indígena de Curitiba
    • Leia mais >

Veja todas as notícias desta seção


Buscar

  • Data inicial:
  • Data final:
  • Assunto:
  • Palavras-chave:

Destaque

Enquete

Nenhuma enquete ativa